Villa Carlos Paz

villa carlos paz
O Reloj Cucú é um dos pontos turísticos mais conhecidos de Villa Carlos Paz

A província de Córdoba é uma das mais belas da Argentina. Seus rios e suas serras atraem turistas de todo o país. Cheguei lá com a intenção de explorar muitos de suas cidades, mas em função das medidas de prevenção contra o novo coronavírus, pude conhecer somente uma antes de voltar ao Brasil. Mesmo saindo pouco do excelente Blau Hostel, me encantei com Villa Carlos Paz e quero voltar o mais brevemente possível.

A ESTRADA ATÉ VILLA CARLOS PAZ
villa carlos paz
Villa María é conhecida como a “Cidade do Festival dos Festivais”

A primeira cidade da província de Córdoba em que dormi nessa viagem foi Bell Ville, onde uma família de motociclistas me recebeu. De lá, saí pela Ruta 9, paralela à autopista, até Villa María, uma cidade maior, onde acontece o tradicional Festival de Peñas de Villa María. Como sou muito fã da música argentina, resolvi dar uma passeadinha rápida para conhecer o auditório do evento.

córdoba
Reconheci o Patio Olmos ao passar na frente dele

Então entrei na autopista e cheguei a Córdoba capital. Há a opção de evitar o trânsito urbano, mas eu queria rever as ruas nas quais passeei em 2017, então peguei uma reta do sudeste ao noroeste da cidade, passando por alguns pontos importantes e familiares, como a rodoviária, o Parque Sarmiento, o shopping Patio Olmos e o Boulevard San Juan.

VEJA TODOS OS POSTS DA PROVÍNCIA DE CÓRDOBA

Ainda ignorando o GPS, saí por La Calera. Eu sabia que não era o trajeto mais lógico até Villa Carlos Paz, mas eu queria passar pelo dique San Roque e pelo caminho das 100 curvas. Passei batido pela localidade de Casa Bamba e sua cascata. Estava com a moto carregada e por isso não poderia explorar com tranquilidade suas belezas (e fico com uma desculpa para voltar).

DIQUE SAN ROQUE

Este slideshow necessita de JavaScript.

No dique San Roque, parei. Observei a represa, o funil e a ponte ao fundo. As obras foram feitas duas vezes: primeiro entre 1880 e 1890 e depois entre 1939 e 1944. Há um estacionamento gratuito a menos de cem metros dos miradores da região, que está a 600 metros sobre o nível do mar. Há lojas de artesanato e produtos coloniais nos arredores.

CAMINO DE LAS CIEN CURVAS
villa carlos paz
O dia nublado diminuiu a beleza do mirador no caminho das cem curvas

Orientei-me pelas placas e escolhi o caminho das cem curvas para chegar a Villa Carlos Paz. O ziguezaque não é tão grande como o nome sugere, mas a estrada é estreita e em meio a muita vegetação. Uma delícia para fazer em moto. Senti que estava jogando um videogame ou algo parecido.

O BLAU HOSTEL
villa carlos paz
O Blau Hostel fica em um casarão restaurado

Cheguei a Villa Carlos Paz direto no aconchegante e novíssimo Blau Hostel – eles abriram em dezembro de 2019. Guardei a moto no delicioso jardim, fiz o check-in com o solícito dono e já me enturmei com minhas simpáticas companheiras de quarto.

villa carlos paz
Eu me apaixonei pelo jardim em frente ao hostel

Ficamos no dormitório feminino, que tem três beliches. Ainda há outros quatro quartos no albergue: dois mistos de oito camas e dois privados – um deles com banheiro próprio. O hostel conta com um bar, parrilla, rede, sacada e mesinhas no jardim. Tudo extremamente limpo e arrumado.

O preço médio da diária por pessoa nos domitórios compartilhados em baixa temporada é de 700 pesos (uns R$ 45), valor que sobe para 850 (uns R$ 55) na alta. O café da manhã está incluído no valor. Os alimentos são servidos na mesa e cada hóspede vai se servindo como se estivesse em casa. Adorei o sistema e fez eu interagir mais com outros viajantes.

villa carlos paz
Os viajantes se sentam na mesa e se servem do café da manhã
O QUE DEU PARA VER DE VILLA CARLOS PAZ

Saí à noite com as meninas para comprarmos comida – já havia recomendações de evitar aglomerações, mas ainda não se sabia da importância de um isolamento social mais radical. Cruzamos uma bela Puente del Centenário, a passarela de pedestres sobre o Rio San Antonio e chegamos em seguida ao centro.

villa carlos paz
A Puente del Centenario é iluminada à noite

A rua principal é típica das cidadezinhas turísticas da Argentina: restaurantes, lojas de artesanato e de alfajores (os cordobeses são bem famosos). O que me chamou mais a atenção foi a quantidade de teatros, a maioria com obras de comédia – todas suspensas naquele momento em função do Covid-19.

No dia seguinte, caminhei sozinha até um dos maiores cartões-postais do municípios: o Reloj Cucú. Ele tem 7,5 metros e chegou a ser um dos maiores relógios do mundo na época de sua fabricação, em 1958. Um passarinho sai de dentro da casinha a cada hora cheia e meia hora, mas não quis esperar.

villa carlos paz
O Rio San António faz parte do cenário de Villa Carlos Paz

Neste dia, foi decretada quarentena durante o feriadão na Argentina e achei mais prudente começar a voltar para o Brasil. Por isso, não pude conhecer nenhum dos vários balneários nos arredores de Villa Carlos Paz. Mas as meninas foram e recomendam muito Cabalango e Cuesta Blanca, que ficaram para minha próxima viagem.

CURTA A PÁGINA DO ME LEVA EMBORA ESTRADA AFORA NO FACEBOOK
SIGA O ME LEVA EMBORA ESTRADA AFORA NO INSTAGRAM
ACOMPANHE O ME LEVA EMBORA ESTRADA AFORA NO TWITTER

MAPA:

* A estadia no B;au Hostel foi uma permuta com o Me Leva Embora Estrada Afora – hospedagem em troca de um post no blog. As opiniões contidas no texto são independentes e baseadas na experiência que tive lá. Os preços indicados no post podem variar. *

GOSTOU DO POST? NÃO GOSTOU DO POST? TEM ALGUMA SUGESTÃO? FICOU COM ALGUMA DÚVIDA? QUER FAZER UM ELOGIO? UMA CRÍTICA? ESCREVE AQUI NOS COMENTÁRIOS!

Um comentário Adicione o seu

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.