Riobamba + Ambato + Machachi + Otavalo + Ibarra

riobamba
O vulcão Chimborazo pode ser observad desde a cidade de Riobamba

Riobamba, Ambato, MachachiOtavalo e Ibarra, no Equador, são cidades excelentes para visitar vulcões. De Riobamba se vê o Chimborazo. Dali pode-se ir em ônibus até a Reserva de Producción de Fauna Chimborazo e ao vulcão Tungurahua, igualmente acessíveis desde Ambato, de onde também dá para viajar ao Quilotoa e ao Cotopaxi. Do mesmo modo, aos dois últimos – e outros mais – é possível chegar a partir da cidade de Machachi.

LEIA SOBRE OS VULCÕES DO EQUADOR NESSE POST

Já Otavalo e Ibarra estão perto do complexo vulcânico Cotacachi-Cuicocha. Contudo, além do acesso aos vulcões, os quatro municípios têm poucos atrativos turísticos. Essas cidades andinas estão a uma altura média de 2,5 mil metros sobre o nível do mar, por isso é importante ter um abrigo a mão.

RIOBAMBA
riobamba
O trem para o Nariz del Diablo faz uma parada na estação de Riobamba

Riobamba, capital da província de Chimborazo, também é uma opção para quem quer tomar um dos trens turísticos. Por ali passa o da rota Nariz del Diablo, considerada a “ferrovia mais difícil do mundo“. Na estação no centro da cidade há um museu sobre a construção do caminho.

riobamba
O Museu da Cidade conta a história de Riobamba

A arquitetura da área central é característica da serra equatoriana. No Museo de la Ciudad pode-se observar fotografias antigas e aprender sobre a história do lugar. Outros edifícios icônicos de Riobamba são a Municipalidad, a catedral e o Colégio Maldonado. A rodoviária fica no norte do município. A passagem desde Guayaquil custa US$ 8 (uns R$ 32) e demora cinco horas. Desde Quito a viagem dura quatro horas e vale US$ 5 (uns R$ 20).

Na Municipalidad trabalha o prefeito de Riobamba
AMBATO

Ambato é a capital da província Tungurahua. Uma das atrações mais interessantes da cidade é a Casa de Montalvo. O ingresso custa US$ 1 (uns R$ 4). No museu estão objetos que pertenciam a Juan Montalvo e no mausoléu estão seus restos mortais no escritor.

O museu e mausoléu de Juan Montalvo fica no centro de Ambato

O imóvel fica em uma das esquinas da praça central. Ao redor do largo estão as sedes do município e da província, além da catedral. A duas quadras dali fica outro parque, o Cevallos, com o letreiro de Ambato. Há outras áreas verdes na cidade, conhecida como “terra das flores e das frutas”.

O Jardim Botânico La Líria é um grande espaço que conta com diversas espécies de plantas. O Rio Ambato passa por dentro do terreno. Contudo, é um pouco difícil localizar-se dentro da propriedade, devido a sua extensão e à falta de sinalização, mesmo que haja cobrança de um ingresso de US$ 1 (uns R$ 4). Há alguns museus que podem ser visitados no local. Um pouco mais afastado está o Parque de la Família.

MACHACHI

No meu primeiro dia no Equador fiz uma excelente amiga de Machachi, que hospeda pelo Couchsurfing. Por isso decidi fazer uma parada nesta que é a sede do município do Cantón Mejía. Além de irmos juntas a Quilotoa, passeamos um pouco por essa cidade da província de Pichincha.

O letreiro de Mejía está no Parque Manantial de los Volcanes

O povoado é pequeno, mas tem seus pontos de interesse. O Cavallito, o Parque Central e o Parque Manantial de los Volcanes são os principais lugares para visitar em Machachi. Esse último, com fontes e show de águas, faz lembrar bastante uma atração similar em Lima, no Peru.

A visita ao Parque Manantial de los Volcanes é um programa familiar
OTAVALO

Otavalo é um outro município serrano, localizado no norte do país. É conhecido por causa do Mercado de Ponchos, realizado aos sábados. É considerada a maior feira de artesanatos do Equador. Das7h às 17h, se concentra na Plaza de los Ponchos e se extende por ruas adjacentes.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Outro grande motivo pelo qual os turistas chegam à cidade é para conhecer a Cascata de Peguche. A passagem de Otavalo a Peguche custa US$ 0,30 (uns R$ 1,20) e o trajeto demora aproximadamente 20 minutos. É possível acampar dentro do parque. Fui com um grupo de motociclistas. Eles pagaram algo, mas eu, que não tinha veículo, desembolsei apenas alguns centavos, pois o banheiro teve um custo de US$ 10 (cerca de R$ 40) para todo o pessoal.

IBARRA

O ônibus de Otavalo até Ibarra custa US$ 0,55 (cerca de R$ 2,20) e demora mais ou menos uma hora. A cidade foi meu QG para conhecer duas lagoas, a Yahuarcocha, a uns sete quilômetros do centro, e Cuicocha, a 40 quilômetros (para a segunda, também dá para ir por Otavalo, que fica mais perto).

Cuicocha é uma impressionante caldeira vulcânica

A passagem até Yahuarcocha vale US$ 0,30 (R$ 1,20). É uma lagoa mais familiar, com muitos restaurantes ao redor onde vendem truta e outros pratos típicos, além de jogos infantis e espaços para a prática de pesca. Há um veículo tipo minhocão que faz um passeio ao redor que custa US$ 1 (uns R$ 4).

A lagoa de Yahuarcocha é o principal ponto turístico de Ibarra

CURTA A PÁGINA DO ME LEVA EMBORA ESTRADA AFORA NO FACEBOOK
SIGA O ME LEVA EMBORA ESTRADA AFORA NO INSTAGRAM
ACOMPANHE O ME LEVA EMBORA ESTRADA AFORA NO TWITTER

MAPA:

GOSTOU DO POST? NÃO GOSTOU DO POST? TEM ALGUMA SUGESTÃO? FICOU COM ALGUMA DÚVIDA? QUER FAZER UM ELOGIO? UMA CRÍTICA? ESCREVE AQUI NOS COMENTÁRIOS!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.