Chiquinquirá + Villa de Leyva + Ráquira

villa de leyva
A arquitetura de Villa de Leyva é marcante

“Se tu vais a Bogotá, não deixa de ir a Villa de Leyva” foi um dos conselhos que mais ouvi quando entrei na Colômbia. Apesar disso, a viagem não é tão simples quanto parece, pois a cidade está a 160 quilômetros de distância da capital, em um trajeto que dura aproximadamente três horas.

CHIQUINQUIRÁ
Chiquinquirá é conhecida como a capital religiosa da Colômbia

Eu, todavia, não estava em Bogotá. Um menino do Couchsurfing ofereceu para hospedar-me em Chiquinquirá, outra cidade do departamento de Boyacá. Ela é considerada a “capital religiosa da Colômbia“. A Basílica de Nuestra Señora del Rosario de Chiquinquirá é a maior atração do lugar. O quadro da Virgem Maria em exposição no templo é adorado por fieis de todo o país.

O quatro de Virgem Maria fica no altar da basílica de Chiquinquirá

Ele esteve na capela local de mais ou menos em 1560 a 1574, quando foi retirado por causa de sua deterização e guardado em um quarto. Em 1586, ele foi recuperado por uma lugarenha. Conta a lenda que a obra de arte começou a brilhar naturalmente, voltou a ter cores vivas e já não estava danificada. Esse suposto milagre é conhecido como “La Renovación del Lienzo” e é comemorado anualmente.

VILLA DE LEYVA
villa de leyva
O centro de Villa de Leyva é todo branco e de pedra

Para chegar de Chiquinquirá até Villa de Leyva, peguei um ônibus até Sachica. A viagem durou uma hora e custou COP 7.500 (uns R$ 12). Na entrada do vilarejo, deveria esperar outro transporte público. Ele demorou e decidi caminhar até a estrada que leva a Villa de Leyva, a menos de dois quilômetros. Ali consegui uma carona em menos de 10 minutos para me levar os seis quilômetros restantes.

villa de leyva
As casas em estilo colonial dão charme às vias de Villa de Leyva

O ritmo tranquilo do município parecia não estar alterado em função das gravações de “Bolívar, una lucha admirable“. A série da TV Caracol, tem como personagem principal Simón Bolívar, idealizador e primeiro presidente da Grã-Colômbia (país que incluía o que hoje é Panamá, Venezuela, Colômbia e Equador).

A cidadezinha foi escolhida para retratar o início do século 19 em função de sua arquitetura colonial. Fundada em 1572, ela foi declarada Patrimônio Nacional em 1954 e faz parte da Rede de Cidades Patrimônio da Colômbia. Seu centro é todo com ruas empedradas e casas brancas.

villa de leyva
As gravações da série sobre Bolívar mudaram um pouco a rotina do vilarejo
NARIÑO E OS DIREITOS HUMANOS

Villa de Leyva também é conhecida por ser onde faleceu um dos próceres da independência colombiana, Antonio Nariño. A Casa Museo Antonio Nariño foi onde ele morreu. A atual instituição relembra a história do homem que traduziu para o espanhol, em 1793, a Declaração do Homem e do Cidadão, de 1789. Uma linha do tempo com fatos marcantes para os direitos humanos também está exposta na entidade.

Declaração foi traduzida para o espanhol

Há dois pontos turísticos um pouco afastados do centro. O mirador do Cristo fica a menos de dois quilômetros, entretanto é preciso subir um morro de aproximadamente 285 metros. A entrada é livre. Já as piscinas naturais Pozos Azules ficam a uns três quilômetros da área central e é preciso pagar ingresso.

RÁQUIRA
A praça e a igreja de Ráquira são umas gracinhas

Ráquira, também em Boyacá, era outro destino que as pessoas insistissem que eu conhecesse. O ônibus de Villa de Leyva até lá custa COP 6.000 (uns R$ 9). O veículo partiu às 16h30min e chegou às 17h. O último para Chiquinquirá era às 18h. Achei que não daria tempo de conhecer Ráquira. Contudo, este é um povoado de apenas poucas quadras, então conseguir ver tudo.

O estilo arquitetônico de Ráquira é marcante

A maioria das casas coloridas são lojas de artesanato. Como eu não tinha intensão de comprar nada, não entrei em nenhuma. Mas quem vai com uns trocados a mais para gastar ou gosta de passar horas olhando produtos pode necessitar de um período maior.

Peças artesanais são vendidas em Ráquira

CURTA A PÁGINA DO ME LEVA EMBORA ESTRADA AFORA NO FACEBOOK
SIGA O ME LEVA EMBORA ESTRADA AFORA NO INSTAGRAM
ACOMPANHE O ME LEVA EMBORA ESTRADA AFORA NO TWITTER

MAPA:

GOSTOU DO POST? NÃO GOSTOU DO POST? TEM ALGUMA SUGESTÃO? FICOU COM ALGUMA DÚVIDA? QUER FAZER UM ELOGIO? UMA CRÍTICA? ESCREVE AQUI NOS COMENTÁRIOS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.