Porto Alegre: Parque da Redenção

redenção
Os arcos são emblemáticos na Redenção

Queridinha dos porto-alegrenses, a Redenção é a mais tradicional área de lazer da Capital do Rio Grande do Sul. E talvez também a mais democrática. Todas as classes sociais, cores, orientações sexuais, gêneros, sexos, gostos musicais e idades se encontram ali.

Essa diversidade toda tem muito a ver com o bairro em que a Redenção se localiza. O histórico Bom Fim foi o epicentro cultural da cidade nos anos 80. No “Bonfa” também ficam alguns estabelecimentos emblemáticos de Porto Alegre, como o Bar Ocidente e a Lancheria do Parque, carinhosamente apelidada de “Lanchera“.

View this post on Instagram

Tempos estranhos esses… Só sarau salva.

A post shared by Me Leva Embora Estrada Afora (@melevaemboraestradaafora) on

EVENTOS NA REDENÇÃO

Seus mais de 37 hectares servem de palco para eventos ao longo do ano. Parada Livre, shows gratuitos, manifestações políticas e campeonatos esportivos são realizados na “Redença“, como o Parque Farroupilha é popularmente conhecido. O Parque Ramiro Souto é onde atletas treinam e competem.

VEJA AQUI TODOS OS POSTS SOBRE PORTO ALEGRE

Para espetáculos fechados, o Auditório Araújo Vianna está a disposição. Já não tão democrático, pois passou a ser administrado por uma empresa privada em 2012, após anos fechado. Somente 25% das datas são da prefeitura. Nos 75% da produtora apresentam-se grandes nomes – a grandes preços.

O espaço, obra dos arquitetos Moacyr Moojen Marques e Carlos Maximiliano Fayet, foi inaugurado em 1964. Em 1996 ganhou uma cobertura de lona, que perdeu a validade em 2002. Em 2005, o Araújo, já decadente, foi interditado por motivos de segurança.

LAGARTEAR NA REDENÇÃO
redenção
Tocar violão, caminhar, andar de bicicleta e conversar com amigos são algumas das atividades praticadas na Redenção

A Redenção também é um excelente lugar para relaxar. Sentar-se ao sol sozinho ou com os amigos, ler, conversar, tomar chimarrão, comer “berga” (como os gaúchos chamam a bergamota ou mexerica), observar os animais no lago são algumas opções para fazer. Meus pontos preferidos para “lagartear” (gíria que usamos para deitar-se ao sol, especialmente em um dia frio) são os gramados perto do espelho d’água, o dos arcos ou os mais centrais

FONTES, RECANTOS E MONUMENTOS DA REDENÇÃO

View this post on Instagram

Porto Alegre-se #portoalegre #redenção

A post shared by Me Leva Embora Estrada Afora (@melevaemboraestradaafora) on

Inaugurado em 1957, o Monumento ao Expedicionário (conhecido como “arcos da Redenção“) homenageia os pracinhas em uma imponente estrutura em granito e bronze. Em frente a ele começa o corredor central do parque, que tem no seu centro a Fonte Luminosa – que muitas vezes nem ilumina nem jorra água. Depois dela, vem o espelho d’água.

Espalhados pela imensa área verde estão alguns recantos. Meu favorito é o Oriental, com uma estátua de Buda, pequenos córregos e pontes. É triste, mas fundamental, ressaltar que atenção é necessária ao caminhar pelas partes mais isoladas do parque. Passear despreocupado por entre suas 10 mil árvores é tentador, contudo, é também um prato cheio para assaltantes.

O recanto Oriental é uma das minhas partes preferidas do parque
O NOME DA REDENÇÃO

Segundo a prefeitura de Porto Alegre, a área foi doada à cidade em 1807 e seu primeiro nome foi Potreiro da Várzea ou Campos da Várzea do Portão. Depois disso, foi denominada Campos do Bom Fim. Em 1884, para homenagear escravos libertos, houve a sugestão de chamá-la Campos de Redenção.

Em 1935, no centenário da Guerra dos Farrapos, ela foi renomeada Parque Farroupilha. O primeiro ajardinamento ocorreu no começo daquele século. Em 1997, o Parque Farroupilha foi declarado patrimônio histórico, cultural, natural e paisagístico de Porto Alegre.

CURTA A PÁGINA DO ME LEVA EMBORA ESTRADA AFORA NO FACEBOOK
SIGA O ME LEVA EMBORA ESTRADA AFORA NO INSTAGRAM
ACOMPANHE O ME LEVA EMBORA ESTRADA AFORA NO TWITTER

MAPA:

GOSTOU DO POST? NÃO GOSTOU DO POST? TEM ALGUMA SUGESTÃO? FICOU COM ALGUMA DÚVIDA? QUER FAZER UM ELOGIO? UMA CRÍTICA? ESCREVE AQUI NOS COMENTÁRIOS!

0 comentários Adicione o seu

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.