San Lorenzo + Rafaela + Rosario + Santa Fe

san lorenzo
San Lorenzo fica nas margens do Rio Paraná

Uma das principais províncias da Argentina é Santa Fe. Em 2020, na minha viagem de moto entre o Atlântico ao Pacífico, voltei para Santa Fe e Rosario. No caminho entre as duas, visitei San Lorenzo, um município histórico.

SAN LORENZO
san lorenzo
San Martín é homenageado em San Lorenzo

A Batalha de San Lorenzo aconteceu em 3 de fevereiro de 1813, durante o processo de independência, e alguns a consideram o nascimento da pátria Argentina. Essa foi a primeira vitória de José de San Martín (naquele momento, ainda coronel) sobre as tropas espanholas junto ao seu regimento de Granaderos a Caballo. Também foi a única batalha liderada pelo prócer em solo argentino.

Foram apenas 15 minutos de combate, que resultaram 55 mortos: 15 granaderos e 40 realistas. O regimento liderado por San Martín passou a ter mais prestígio, preparação e recursos nesse momento. O grupo, anos depois, formaria o Ejército de los Andes, que cruzou a Cordilheira em defesa da liberdade.

O CAMPO DE LA GLORIA
san lorenzo
O Combate de San Lorenzo se deu no Campo de la Gloria

O Campo de la Gloria, onde aconteceu o enfrentamento, hoje é um agradável parque. Há um monumento em homenagem a San Martín e aos caídos nesse conflito. Todos os dias, os granaderos locados no Convento San Carlos Borromeo, em frente ao parque, colocam a bandeira argentina no mastro no começo do dia e a retiram no final.

san lorenzo
Os granaderos retiram a bandeira todos os dias
O CONVENTO SAN CARLOS

San Lorenzo começou a ser povoada em 1720 pela Companhia de Jesus, que criou ali uma estância, cujo um dos postos de chamava San Lorenzo – provavelmente em homenagem a San Lourenço Mártir, santo espanhol. Quando a Ordem Jesuítica é explusa dos reinos da Espanha e de suas colônias, em 1768, as terras se tornam públicas.

san lorenzo
O Convento San Carlos foi importante na Batalha de San Lorenzo

Em 1780 chegam os franciscanos e instalam um centro de operações chamado Colegio San Carlos. Ele foi transladado em 1796 para o convento atual. Ali San Martín escondeu o exército que surpreendeu os espanhóis quando desembarcaram pelo Rio Paraná, vindos de Montevidéu (capital do Vice-Reino do Rio da Prata na época). O espaço também serviu de hospital de guerra para atender aos feridos da Batalha de San Lorenzo.

O RIO PARANÁ

O Paraná é um dos rios mais importantes da Argentina. Ele é fundamental para a logística do país. Além disso, é parte significativa no lazer dos litoraleños (moradores da região do Litoral, localizada nas margens do rio). Em San Lorenzo há uma pequena praça, onde está exposto um avião da Força Aérea. Uma estrutura para pedestres e ciclistas foi construída próxima ao curso d’água, mas ela caiu em uma enchente.

RAFAELA
rafaela
Fui a Rafaela para tirar fotos em placas com meu nome

Em 2017, passei 10 dias na província de Santa Fe, entre os municípios mais importantes: Rosario, Santa Fe e Rafaela. O último eu queria conhecer somente para tirar foto em alguma placa com meu nome, mas acabei encontrando uma cidade rica, limpa, tranquila e cheia de clubes esportivos.

View this post on Instagram

Bienvenids a mi ciudad! (Rafaela, Argentina 🇦🇷)

A post shared by Me Leva Embora Estrada Afora (@melevaemboraestradaafora) on

O objetivo maior da visita aos outros dois destinos não era turístico, e sim, cultural. A banda uruguaia El Cuarteto de Nos, que está entre as minhas preferidas, tocou em uma sexta-feira de agosto em Rosario e no dia seguinte em Santa Fe.

ROSARIO

Com seus 1,2 milhões de habitantes, Rosario é a cidade mais povoada da província. “Rosario siempre estuvo cerca” e sempre quis conhecê-la por ser terra natal Fito Páez, um músico que gosto muito. Canções suas fazem referência ao município e alguns clipes foram gravados lá. O que eu queria ver primeiro era o Río Paraná, em função do versos “Es que me hace tan bien, no lo puedo explicar, dar mil vueltas por Rosario, pegadito al Paraná“.

Rosario
O município de Rosario se formou a oeste do leito do Río Paraná
O RiO PARANÁ

O Río Paraná é um dos mais importantes do mundo. Ele começa no Brasil, passa pela fronteira com o Paraguai e Argentina e desemboca do Río de La Plata. Para Rosario, a importância do fluxo d’água, além de econômica, é lúdica. Na beira do rio há agradáveis parques, onde os rosarinos e visitantes vão para fazer exercícios, relaxar e passear com os mascotes.

Rosario
A visão que se tem do centro de Rosario são os fundos do Monumento a la Bandera

A atração mais famosa do município fica perto do Paraná. O Monumento Nacional a la Bandera foi construído no local onde se levantou a bandeira da independência pela primeira vez. O General Manuel Belgrano foi um dos responsáveis pelo acontecimento e a ideia era que esse lugar fosse seu mausoléu, mas ele acabou sendo enterrado em Buenos Aires, de acordo com o que havia pedido em seu testamento. Há uma sala das bandeiras, onde estão expostos os estandartes dos países latinoamericanos.

Rosario
O centenário da independência foi comemorado com a inauguração do parque em Rosario

Outro lugar relacionado à liberação da Argentina da coroa espanhola é o Parque de la Independencia. Ele foi aberto em 1910, quando o acontecimento histórico completou cem anos. Ao lado do lago, há uma placa indicando que Che Guevara frequentava o largo.

VEJA AQUI TODOS OS POSTS SOBRE A ARGENTINA

Ernesto Guevara de la Serna nasceu em Rosario em 1928, mas, em função da umidade de sua terra natal, aos quatro anos sua família se mudou a província de Córdoba, pois ele sofria de asma. Rosario prestou uma homenagem ao seu filho mundialmente conhecido com uma praça e uma estátua.

Rosario
Uma escultura do líder revolucionário Che Guevara foi instalada em Rosario, cidade onde nasceu
SANTA FE

Santa Fe também fica na beira do Paraná. Assim como Rosario, o calçadão e as praças nas suas margens deixam a área mais agradável. Há um farol, uma ponte e um letreiro com o nome da cidade na região do rio. A qualidade de suas águas é conhecida em todo o país e fez com que o município fosse ideal para a instalação de cervejarias.

Santa Fe
As margens do Paraná são ideais para relaxar em um dia de sol, especialmente aos fins de semana
A CERVEJARIA SANTA FE

Na Cerveceria Santa Fe é possível fazer uma visita guiada para aprender sobre a produção. De terça a domingo, às 16h, a empresa oferece um tour em que leva os turistas por alguns setores da fábrica. No começo, há um vídeo introdutório de cerca de 10 minutos sobre a história da cervejaria, de seu primeiro mestre cervejeiro, Otto Schneider, e sobre o processo de produção.

Santa Fe
O cervejoduto aéreo da cervejaria Santa Fe transporta a bebida da fábrica ao pátio cervejeiro

A capacidade máxima da indústria é 1,6 milhões de litros diários, que podem ser de 11 marcas diferentes. Na saída do passeio, o visitante ganha uma sacolinha com duas latas, uma da cerveja Santa Fe e uma da Schneider, além de um vale para tomar um liso (pequeno copo da bebida, tradicional na cidade) no pátio cervejeiro. Um cervejoduto leva o líquido dos barris da fábrica direto para a torneira desse bar.

Santa Fe
O Parque Biblioteca de la Constituición ainda está sendo contruído e tem pouco movimento

Assim como muitos municípios argentinos, Santa Fe conta com uma Manzana Jesuítica. No Colegio Inmaculada, Jorge Bergoglio, o papa Francisco, trabalhou por um tempo. Há ainda outra igreja por ali, na Plaza de las Tres Culturas, uma área verde repleta de construções históricas.

VEJA AQUI TODOS OS LUGARES RELACIONADOS AO PAPA FRANCISCO

A praça fica ao lado do Lago Sur, ao redor do qual pode-se passear de bicicleta. Também dá para ir de bici até o Parque Biblioteca de la Constitución Nacional. Cada das colunas de sua escultura mede 16 metros, pesa 60 toneladas e representa um dos poderes do Estado.

QUE TAL CONHECER MAIS DA ARGENTINA? ESSE POST DO WORLD BY 2 FALA DE BARILOCHE

CURTA A PÁGINA DO ME LEVA EMBORA ESTRADA AFORA NO FACEBOOK
SIGA O ME LEVA EMBORA ESTRADA AFORA NO INSTAGRAM
ACOMPANHE O ME LEVA EMBORA ESTRADA AFORA NO TWITTER

MAPA:

GOSTOU DO POST? NÃO GOSTOU DO POST? TEM ALGUMA SUGESTÃO? FICOU COM ALGUMA DÚVIDA? QUER FAZER UM ELOGIO? UMA CRÍTICA? ESCREVE AQUI NOS COMENTÁRIOS!

3 comentários Adicione o seu

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.