São Paulo: Parque Ibirapuera e Obelisco

ibirapuera
O Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer é o prédio mais interessante do parque

Viajar proporciona prazeres incontáveis. Não importa se é para o município vizinho ou para o outro lado do mundo, se é por um dia ou por um ano. Sair de casa sempre faz bem. Desses prazeres, dois me agradam demais: 1) voltar a locais que gosto e 2) descobrir lugares novos. E durante um fim de semana em São Paulo, consegui os dois.

São Paulo: Parque Ibirapuera e Obelisco
O Parque Ibirapuera é muito procurado nos fins de semana e feriados quentes e com sol

O passeio foi em função do casamento de uma prima e fui acompanhada pela minha mãe. Quando viajamos juntas, mudo meu estilo de viagem: fico em hotéis, como fora e ando de táxi/uber, coisas que raramente faço quando estou sozinha. Nos hospedamos no TRYP Itaim, onde tivemos alguns pequenos problemas que, somados, tornaram a estada menos agradável do que ela deveria ser. Uma qualidade do hotel era a localização.

o parque ibirapuera

Dois quilômetros de caminhada me levaram até meu ponto preferido da capital paulista. Se tem um lugar em Sampa que eu gosto é o Parque Ibirapuera, e se tem um lugar no Ibira que eu gosto é a marquise. Nos fins de semana, ela fica repleta de skatistas e patinadores. Eu fico horas admirando aquele monte de meninos e meninas de todas as idades se divertindo. Os mais experientes praticam manobras ousadas enquanto os iniciantes se esforçam para não cair.

Parque Ibirapuera e Obelisco, São Paulo-SP. 09/07/16. (Foto: Rafaela Ely)
A área da marquise do Ibirapuera fica cheia de patinadores e skatistas treinando

Fico feliz em ver um espaço público sendo tão bem utilizado pela população. O parque todo é assim. Saindo da marquise, o Auditório Ibirapuera foi concebido por Oscar Niemeyer e tem uma bela arquitetura. O Museu Afro Brasil destaca história, arte e memória afro-brasileiras. E nos gramados por toda a área há crianças brincando, pessoas lendo, casais namorando, gente tomando sol, turistas fotografando as aves nos lagos.

Parque Ibirapuera e Obelisco
O Museu Afro Brasil, dentro do Parque Ibirapuera, celebra a arte afro-brasileira

Quando os cidadãos se apropriam dos equipamentos de lazer dessa maneira tão positiva, não tem como essa não se tornar minha parte preferida da cidade. Só me desagrada o parque ser cercado. Acho antipático e dificulta a entrada e saída dos usuários. Era 9 de Julho, feriado em que o Estado de São Paulo lembra a Revolução Constitucionalista de 1932. Diversas vias da capital paulista haviam sido bloqueadas para o desfile na parte da manhã, mas, quando cheguei, o evento já havia terminado. Mas as referências à data são permanentes na região do parque.

o obelisco

Em frente ao Ibira ficam o Palácio Nove de Julho (Assembleia Legislativa de SP) e o Obelisco Mausoléu aos Heróis de 32. O monumento tem 72 metros de altura e guarda os corpos dos mortos durante a Revolução e de ex-combatentes. Escoteiros que haviam desfilado faziam uma visita guiada por um dos líderes do grupo, cujos avós estavam enterrados no mausoléu.

Parque Ibirapuera e Obelisco, São Paulo-SP. 09/07/16. (Foto: Rafaela Ely)
O Obelisco Mausoléu aos Heróis de 32 fica ao lado do Parque Ibirapuera

Aproveitei para aumentar meu – quase nulo – conhecimento sobre a Revolução. (Por sinal, sempre que estou em um lugar histórico ou cultural e encontro uma turma com alguém que entende do assunto, procuro me aproximar para para absorver o conteúdo). O Chefe Escoteiro falava sobre a revolta, sobre algumas cerimônias realizadas anualmente na época do 9 de julho e exaltava os homens que lutaram por São Paulo e pelo Brasil contra o governo de Getúlio Vargas.

Parque Ibirapuera e Obelisco, São Paulo-SP. 09/07/16. (Foto: Rafaela Ely)
O Chefe Escoteiro (de terno) contava a história a história da Revolução Constitucionalista de 1932
paralelos

Não pude deixar de fazer uma associação com as comemorações da Guerra dos Farrapos. O Rio Grande do Sul perdeu a Revolução Farroupilha e comemoramos o 20 de Setembro com feriado estadual, desfiles e louvando o Estado. São Paulo perdeu a Revolução Constitucionalista e comemora o 9 de Julho com feriado estadual, desfiles e louvando o Estado. Obviamente, os contextos são completamente distintos, mas o sentimento de orgulho é parecido.

Parque Ibirapuera e Obelisco, São Paulo-SP. 09/07/16. (Foto: Rafaela Ely)
A entrada para o mausoléu fica embaixo do obelisco

E isso foi uma revelação para mim. A imagem que eu tinha dos paulistas nunca esteve associada a bairrismo. Sempre pensava no povo de SP como desapegado à sua história e cultura. Foi muito interessante observar aquele homem enaltecendo os feitos de São Paulo. Simpatizo bastante com o movimento escoteiro e devo ter passado uma hora os acompanhando. Não pude ficar mais e finalizar a visita junto com eles, pois o pouco tempo que eu tinha para turistar estava acabando. Havia chegado o momento de voltar para o hotel e me preparar para a festa.

Parque Ibirapuera e Obelisco
Os dois lagos do parque e seua fauna dão um charme especial para a área

Siga o Me Leva Embora Estrada Afora no Instagram
Curta a página do Me Leva Embora Estrada Afora no Facebook
Acompanhe o Me Leva Embora Estrada Afora no Twitter

MAPA:

19 comentários Adicione o seu

  1. Margareth diz:

    São Paulo é uma cidade incrível! Escolhi para morar e curti muito tudo que ela tem para oferecer. O Ibirapuera é incrível, já vi muitos hsow por lá e gosto principalmente quando é época de Bienal de Artes. <3
    Incrível que você tenha se interessado pela história do Estado…ótimo post. =)

    1. melevaemboraestradaafora diz:

      Valeu, Margareth! A Bienal de Artes deve ser incrível… um dia quero ir! Bjs

  2. Gabi diz:

    Lindo post sobre o Ibirapuera, esse parque merece! Só senti falta do jardim japonês, mas aí pode ser tema de um novo post, não é? Parabéns pelo belo trabalho! Bjs

    1. melevaemboraestradaafora diz:

      Guria! Nem sabia que tinha jardim japonês! Mas que bom que tu me escreveu, volto pra SP em março e agora já tenho mais um lugar pra ir 🙂 Brigada pela observaçao. Bjs

  3. Que passeio bacana!
    AMO o Ibirapuera, e morro de saudades de Sao Paulo, a minha terrinha querida.
    Um das minhas vergonhas paulistanas é não conhecer o museu Afro Brasileiro. Preciso dar um jeito nisso!
    Beijos

    1. melevaemboraestradaafora diz:

      Mari, eu tbm não entrei, só passei na frente. Mas tá na lista! 🙂 Bjs

  4. É uma sorte enorme ter um parque enorme desse na cidade né?
    Com certeza é um dos melhores destaques de São Paulo! Delícia de passeio!

    1. melevaemboraestradaafora diz:

      Sim, Camila! Espero que ele siga gratuito também

  5. Demorei a conhecer o Ibiraquera, mas, quando fui, amei!

    1. melevaemboraestradaafora diz:

      Ele é realmente encantador!

  6. Faz tanto tempo que visitei o Ibirapuera que já preciso voltar mesmo. Vou bastante pra SP, mas é sempre tão corrido e tenho tanta coisa pra ver e fazer que nunca dá tempo! A única coisa que não gosto nele é que não dá pra chegar de metrô hahaha.

    1. melevaemboraestradaafora diz:

      É que a cidade tem realmente muita coisa pra fazer, então acho justo ir em lugares novos… 🙂

      1. Paula Abud diz:

        Menina, ainda não conheço o Ibirapuera, que vergonha! Mas compartilho do mesmo sentimento, acho lindo ter lugares onde a população se reúne e adorei o post!

  7. Klécia diz:

    Esse é um dos meus lugares favoritos de São Paulo. Sempre descubro algo novo – e lindo – no Ibirapuera. Fora que, a cada estação, o parque se transforma e fica incrível. Suas fotos me encheram de saudade.

    1. melevaemboraestradaafora diz:

      <3 Da próxima vez que for, quero explorar ainda mais o parque. Bjs

  8. Adorei teu texto!
    Sou super paulistana (daquelas que ama e odeia a cidade – rsrsrs), moro no centro da cidade, mas faz muito tempo que não piso no Ibira!
    Achei muito interessante esta tua comparação entre as revoluções e me surpreendi com tua afirmação. Eu acho sim o paulistano desapegado à sua história e cultura (e mais da metade não tem ideia do que foi a revolução de 32).

    1. melevaemboraestradaafora diz:

      Oi, Juiana! Brigada pelo comentário! Pois é, eu sempre tive a impressão de que os paulistanos (todos os paulistas, na verdade) eram meio desapegados, por isso me surpreendi tanto com esse cara… Vai ver é o único que se interessa… ehhe Bjs

  9. Nossa…adoro o Ibirapuera. Sempre que vou a São Paulo dou uma volta por lá. Aliás, já está na hora de voltar, rs. Adorei o post!

    1. melevaemboraestradaafora diz:

      Tbm não vejo a hora de voltar… hehe… bjs

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *