San Pedro de Atacama: tours

atacama
O Anfiteatro é uma das atrações da excursão para o Valle de la Luna

Ao chegar em San Pedro de Atacama, no Chile, o turista pode ficar confuso sobre quais passeios fazer e qual agência contratar, em função da quantidade de oferta que encontra. A dica é reservar algumas horas para caminhar pelas ruas Toconao e Caracoles, onde se localizam as empresas. Os valores podem variar bastante de companhia para companhia e pechinchar geralmente resulta em economia.

A paisagem na volta do tour por Piedras Rojas e Lagunas Altiplánicas é encantadora

Escolhi a agência Senda Mística, que me cobrou 75 000 pesos chilenos (cerca de R$ 400) – sem os ingressos para as atrações – para as excursões do Valle de la Luna, do Full Day para Piedras Rojas e Lagunas Altiplánicas, do Geysers del Tatio e das Lagunas Escondidas de Baltinache. Também contratei com eles a viagem ao Salar de Uyuni, na Bolívia, por 95 000 pesos chilenos (uns R$ 500) – falo sobre essa trip no próximo post.

VALLE DE LA LUNA
O entardecer no Valle de la Luna é um espetáculo da natureza

Uma prática comum entre as agências é subcontratar empresas parceiras, em caso de ter vendido mais do que sua capacidade ou se poucos clientes se interessaram. No passeio para o Vale da Lua, um dos mais clássicos, acabei indo com a Viva Atacama. A atividade por essa parte da Reserva Natural Los Flamencos dura cerca de quatro horas e começa à tarde. Eles foram pontuais, o guia croata (há muitos estrangeiros trabalhando em San Pedro) tinha boas informações e as transmitia em espanhol e ingês.

Primeiro paramos na caverna de sal. Antes de entrar, o moço explicou que havia um mar nessa área há milhões de anos, por isso a presença do mineral. A caverna não é acessível para pessoas com dificuldade de locomoção. É preciso agachar-se em locais baixos, apoiar-se com as mãos nas paredes e saltar obstáculos, mas nada de grande dificuldade.

A formação Tres Marias, apesar de interessante, não tem o mesmo impacto que outras partes do Valle

A próxima atração são as Tres Marias. Essa é a formação menos impressionante, são rochas que se parecem com mulheres rezando. Em seguida, o grupo se dirige ao Anfiteatro. Quase não pudemos contemplar o grande paredão de pedra, mas afinal houve tempo. A penúltima parada, na Duna Mayor, é uma das mais incríveis. O grupo tem cerca de uma hora para explorar o gigante morro de areia. O destino final é um mirador para ver o pôr-do-sol.

A imensidão da Duna Mayor impressiona os visitantes do Valle de la Luna
TOUR FULL DAY

Em geral, as agências não dão um horário específico para quando buscarão os passageiros onde estão hospedados. Isso aconteceu no tour de Pedras Vermelhas + Lagoas Altiplânicas + Salar do Atacama. Disseram que passariam para me pegar entre 7h e 7h30, mas no fim passaram às 7h35. Essa imprecisão é desagradável, especialmente pelo fato de que deve-se esperá-los na porta durante a manhã gelada. O frio é constante nesse tour, pois se passeia por lugares altos. A altura máxima que se chega neste dia é de 4,8 mil metros sobre o nível do mar.

Avistar vicunhas (ou outros animais) sempre anima os turistas
TRÓPICO E CAMINHO

Os guias eram simpáticos e tinham boas informações. A primeira parada foi no meio da estrada, justo onde passa o Trópico de Capricórnio. Mas o motivo maior para descer da van é aproximar-se de um trecho do Caminho Inca, que ligava Cusco, a capital do Império, até Santiago. Havia algumas construções incaicas na beira da estrada durante o trajeto. Fomos até o povoado de Socaire para tomar café da manhã. A refeição estava gostosa e foi bem servida.

PIEDRAS ROJAS

No Salar de Talar fica uma das paisagens mais incríveis do deserto: Piedras Rojas. O nome se deve à cor natural das pedras, vermelhas, mas agora já se vê as rochas mais brancas, em função do sal que se espalha por sua superfície com o vento e com a pisada dos visitantes. Venta bastante e é importante estar abrigado. São abundantes os tipos de aves que podem ser avistadas, assim como em todo o passeio.

Este slideshow necessita de JavaScript.

LAGUNAS ALTIPLÁNICAS 

As Lagunas Altiplánicas Miscanti e Miñiques ficam a 110 quilômetros de San Pedro e fazem parte da Reserva Nacional Los Flamencos. Elas se formaram há cerca de 1 milhão de anos, quando uma erupção do vulcão Miñiques fez com que as águas que desciam da cordilheira formassem as lagoas. Não é possível aproximar-se delas por causa dos flamingos, animal protegido. Para quem quer  um contato maior com a tranquilidade do lugar, há uma cabana com capacidade para três pessoas que pode ser alugada por 20 000 pesos chilenos (aproximadamente R$ 100).

SALAR DE ATACAMA

Depois de visitar as lagoas, o grupo volta para o mesmo restaurante do café da manhã para um farto almoço. Em seguida, retorna-se para a Reserva Natural Los Flamencos, desta vez para o Salar de Atacama para conhecer a Laguna Chaxa, a uns 60 quilômetros de San Pedro. A superfície do salar é impressionante, com grossas crostas de sal. Há uma pequena trilha pela qual se pode caminhar mais perto dessas camadas formadas pela evaporação das águas subterrâneas salgadas. Três espécies de flamingos estão presentes no lugar.

Este slideshow necessita de JavaScript.

TOCONAO

O último destino do tour é a localidade de Tocanao. Não há muito o que fazer, a não ser uma caminhada pela praça central, fotos da igreja e da Torre Campanario, de 1750, e compras nos armazéns (há uma espécie de sorvete artesanal de um fruta local chamada rica rica que vale à pena), as lojas e quiosques de artesanatos. Muitas das peças vendidas são feitas de pedra vulcânica. A excursão chega novamente a San Pedro por volta das 18h.

A torre e a igreja são os principais pontos turísticos de Toconao
GEYSERS DEL TATIO

Uma das atrações do Atacama que mais chamou minha atenção foram os gêisers. A turma sai de madrugada de San Pedro de Atacama para chegar ao lugar antes do nascer do sol. Foi bem emocionante obervar essas fontes termais lançando vapores ao amanhecer. Senti que aquele espetáculo que eu observava era uma prova de que a Terra está viva. O fenômeno se dá porque os rios subterrâneos são aquecidos pela lava e a água evapora.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A temperatura é bem baixa antes das 8h e vai aumentando ao longo da manhã. Por esse horário é servido um bom café da manhã. Depois de observar parte dos quase cem gêisers da área, os turistas são levados até o povoado de Machuca, onde há a possibilidade de comprar espetinhos ou pastéis de carne de lhama. O animal é bem comum nessa região, assim como os camelídeos alpaca, guanaco e vicunha. O retorno a San Pedro de Atacama é por volta do meio dia.

LAGUNAS ESCONDIDAS DE BALTINACHE

O tour para as lagoas escondidas de Baltinache sai à tarde. O ônibus que nos levou pela estrada de terra até lá estava em péssimas condições (não que o outros passeios tivessem veículos de luxo) e sem ar-condicionado. Apesar do calor intenso durante a viagem, ouso dizer que foi a excursão que mais gostei. A paisagem das sete lagoas de águas azuis cristalinas no meio de um salar é de tirar o fôlego.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Os turistas estão autorizados a banhar-se na primeira e na última lagoa. Suas águas contém 47% de sal, segundo o guia. Isso faz com que a pessoa flutue mesmo sem querer. Tentei afundar e não consegui. Nadar também é complicado, pois somente uma pequena parte do corpo fica submersa, tornando a atividade mais difícil. Não está recomendado molhar olhos e boca, pois a quantidade de sal pode causar irritação.

O pôr do sol no Valle de la Luna encerra a excursão pelas Lagunas Escondidas

O passeio termina com uma pausa no Valle de la Luna para apreciar o pôr do sol. Enquanto os viajantes se deleitam com a paisagem, é servido um lanche com bolachas, salgadinhos, sucos e a bebida tradicional do país, pisco. A temperatura começa a diminuir nesse horário, então é bom levar abrigo. O retorno ao centro é depois do entardecer.

CURTA A PÁGINA DO ME LEVA EMBORA ESTRADA AFORA NO FACEBOOK
SIGA O ME LEVA EMBORA ESTRADA AFORA NO INSTAGRAM
ACOMPANHE O ME LEVA EMBORA ESTRADA AFORA NO TWITTER

MAPA:

GOSTOU DO POST? NÃO GOSTOU DO POST? TEM ALGUMA SUGESTÃO? FICOU COM ALGUMA DÚVIDA? QUER FAZER UM ELOGIO? UMA CRÍTICA? ESCREVE AQUI NOS COMENTÁRIOS!

2 comentários Adicione o seu

  1. Rozane Barbosa Mesquita diz:

    Adoreeeei as dicas! tudo bem explicadinho e com valores. Razô!
    Tá ajudando bastante a montar meu roteiro. Obrigada! 🙂

    1. melevaemboraestradaafora diz:

      Eeeee que legal. Feliz que ajudou. Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.