Porto Alegre – Montevidéu de carro

porto alegre - montevidéu
Montevidéu é uma das capitais do exterior com acesso mais fácil

O Uruguai tem a fama (justificada) de ser um país caro. Contudo, com um certo esforço, é possível visitar nossos vizinhos com pouco dinheiro. Principalmente para quem, assim como eu, mora no Rio Grande do Sul. Em dezembro de 2018, fiz uma viagem Porto Alegre – Montevidéu de cinco dias (quatro no Uruguai e um no Brasil) e gastei menos de R$ 500.

VEJA TODOS OS POSTS SOBRE O RIO GRANDE DO SUL AQUI

Com duas amigas, percorremos de carro 800 quilômetros até a capital uruguaia, onde dormimos dois dias. Na volta, paramos em Valizas por uma noite. Chegando no Brasil, elas me deixaram em Pelotas, onde dormi, e elas seguiram a viagem. No dia seguinte, de BlaBlaCar, cheguei em casa, em Porto Alegre.

pelotas
Na volta do Uruguai, pode-se fazer uma parada estratégica em Pelotas
A PREPARAÇÃO

É necessário planejar a viagem com pelo menos um dia de antecipação. Isso em função dos papeis do carro. Um deles é a carta-verde, seguro de responsabilidade civil obrigatório. O valor depende da cotação do dólar e da quantidade de dias solicitados. Para nós, custou R$ 95.

O apostilamento é mais um procedimento que precisa ser feito. Ele legaliza a documentação do veículo em um país da Convenção da Apostila da Haia. O preço pago no cartório foi de R$ 55. Se o proprietário do veículo não for viajar junto, será necessário fazer uma autorização.

LEIA TODOS OS POSTS SOBRE O URUGUAI AQUI

Combustível e alimentação também fazem parte da preparação, especialmente para quem está focado em economizar. Minha amiga, a dona do carro, encheu o tanque em Canoas, cidade vizinha a Porto Alegre, onde a gasolina é mais barata. Foram gastos R$ 188.

VEJA TODOS OS POSTS SOBRE MONTEVIDÉU AQUI

Eu não queria gastar em comida nem bebida nas paradas na estrada, e nem nos primeiros dias de viagem. Então, passei no supermercado e comprei um pacote de pão fatiado, queijo, chester, requeijão, bananas, barras de cereal, sardinha e água.

Levei os sanduíches prontos (os coloquei na mesma embalagem do pão) em uma pequena bolsa térmica. Cenoura é sempre uma opção prática e saudável, mas não levei desta vez. Obviamente, não se pode viver a base dessa dieta, mas para poucos dias ela contém os nutrientes necessários e que cabem no bolso.

DIA 1: Porto Alegre – Montevidéu, A ESTRADA NO BRASIL

Partimos de Porto Alegre às 18h. Obviamente, não é o melhor horário em função do movimento, mas foi o que conseguimos. Entramos na BR-116, passamos pelo meu acesso preferido da cidade, a Ponte do Guaíba, e seguimos por essa rodovia até Jaguarão, na fronteira com o Uruguai.

porto alegre - montevidéu
A Ponte do Guaíba é um dos cartões postais de Porto Alegre

No caminho, passamos por quatro pedágios: um desativado em Guaíba, e três de R$ 11,40 (Cristal, Pelotas e Capão do Leão). O pagamento pode ser feito no débito. Também é bom ficar atento ao tanque. Quanto mais perto do país vizinho, mais cara a gasolina.

porto alegre - montevidéu
Um dos caminhos possíveis de Porto Alegre e Montevidéu é por Jaguarão

Em Tapes, ignoramos um posto com a gasolina a R$ 4,69. Poderíamos ter economizado algo aí, pois acabamos pagando R$ 5,05 pelo litro em Jaguarão, e desembolsamos um total de R$ 113. É melhor abastecer no Brasil, pois no Uruguai é ainda mais cara.

DIA 1: Porto Alegre – Montevidéu, A ESTRADA NO URUGUAI

Depois de percorrer 390 quilômetros desde Porto Alegre, chega-se à Ponte Internacional Barão de Mauá, sobre o Río Yaguaron. Finalmente, entra-se em território uruguaio, na cidade de Rio Branco. Não é preciso parar nos postos de controle dali, somente seguir pela estrada da direita, a Ruta 26.

porto alegre - montevidéu
A fronteira entre Brasil e Uruguai é em uma ponte

Para os que chegam em horário comercial, dá para fazer um parada para visitar os free shops. Um pouco menos de cinco quilômetros adiante está o posto de imigração. É necessário mostrar os papeis do carro e um documento de identidade (RG em bom estado e com menos de 10 anos de emissão ou o passaporte). Em geral, há pouco movimento nos guichês e o procedimento é feito em cinco minutos se tudo correr bem.

Deste ponto, ainda faltam aproximadamente 410 quilômetros até Montevidéu. São uns oito quilômetros pela Ruta 26 depois da aduana. Então, à esquerda, toma-se a Ruta 18 por 110 quilômetros até o seu fim, um pouco antes do município de Treinta y Tres. A conversão à direita na Ruta 17 leva até o centro da cidade, quando também esta rodovia termina. Ao entrar à direita na Ruta 8 parte-se a caminho de Montevidéu, a 290 quilômetros.

VEJA O VÍDEO DE TREINTA Y TRES GRAVADO EM OUTRA VIAGEM

Foram dois pedágios de 100 pesos (uns R$ 15) desde a fronteira até a capital. Chegamos às 3h em Montevidéu. Contudo, nesta época, o Uruguai está uma hora atrás do Brasil, pois eles não têm horário de verão. Assim, foram mais ou menos 10 horas para fazer a viagem Porto Alegre – Montevidéu.

DIA 1: A HOSPEDAGEM

Tive sorte de escolher um excelente host do Couchsurfing. Sempre procuro usar esta plataforma de hospedagem, pois, além de não pagar nada, fico na casa de locais com quem geralmente construo uma boa relação de amizade.

porto alegre - montevidéu
A Avenida Itália é uma das principais vias de Montevidéu

O menino, muito querido, estava bem localizado na Avenida Itália (uma das principais de Montevidéu) e me recebeu com compreensão no meio da madrugada. Dormi na sua sala até tarde. Quando acordei, ele me ofereceu café da manhã.

DIA 2: CÂMBIO + CHIP + PASSEIO + SHOW

A primeira coisa que fiz foi trocar dinheiro. Primeiro, para o básico, R$ 50. O Real estava valendo 7,80 Pesos Uruguaios, e recebi UYU 390. Depois, troquei mais US$ 100 na Avenida 18 de Julio. O Dólar estava 31,60 Pesos, e fiquei com mais UYU 3.160. Eu sabia que não gastaria tudo, mas gosto de ter uma reserva em casa para próximas viagens.

LEIA O POST SOBRE A AVENIDA 18 DE JULIO

Com a moeda local em mãos, parti para a busca de chip de celular. Mesmo ficando poucos dias em território estrangeiro, preferi fazer este investimento, especialmente para comunicar-me com meu host. Estava com pressa – eu tinha pouco tempo nesta que é uma das minhas cidades preferidas – e não pesquisei muito.

porto alegre - montevidéu
A Biblioteca Nacional é uma das atrações grátis de Montevidéu

Comprei um SIM card da Movistar por 200 Pesos (uns R$ 30), com direito a 5GB de internet. Antes mesmo da aquisição comecei a explorar a cidade – visitei na Biblioteca Nacional, também na 18 de Julio, a mesma da loja, e tem entrada livre.

porto alegre - montevidéu
O Jardim Botânico é uma opção de passeio na capital do Uruguai

Meu anfitrião me havia recomendado dois lugares para conhecer: o Jardim Botânico e o Jardim Japonês. Decidi seguir sua sugestão. Peguei um ônibus no centro, cuja passagem custa UYU 36 (uns R$ 5) e fui até o bairro Prado. Ambas as atrações são gratuitas. Passei cerca de três agradáveis horas explorando as áreas verdes e os museus.

porto alegre - montevidéu
O Jardim Japonês também pode ser visitado sem gastar nada

Comi parte do meu estoque de comida e bebi a água que tinha levado. No fim da tarde, voltei de ônibus para encontrar minhas amigas na Ciudad Vieja, o belo centro histórico montevideano. Elas me deixaram em casa para me arrumar para o show do Nenhum de Nós, objetivo principal da viagem. No retorno da apresentação, meu anfitrião ainda me ofereceu macarrão, que aceitei, apesar de não ter fome.

DIA 3: MATE no parque
porto alegre - montevidéu
O Parque Batlle é uma das maiores áreas verdes de Montevidéu

Meu anfitrião, novamente, me ofereceu café da manhã, e saímos para tomar chimarrão no Parque Batlle, um dos meus lugares preferidos de Montevidéu. Como qualquer passeio em praças públicas, não gastei nada. Lá, aguardei o aviso de minhas amigas de que era hora de pegar a estrada para começar a volta.

dia 3: ESTRADA + SALINAS E VALIZAS + AMIGOS
porto alegre - montevidéu
O Greetingman é um dos pontos turísticos da Rambla

Saímos de Montevidéu pelas 13h com destino a Salinas, onde um amigo nos convidou para almoçar. Seguimos o traçado da Rambla, mesmo tendo que percorrer alguns quilômetros a mais, mas queríamos ver o Río de la Plata ao nosso lado. Quando termina a avenida beira rio, entramos na Ruta Interbalneária, onde pagamos o primeiro pedágio da volta, de 100 Pesos (uns R$15). Chegamos ao redor das 14h.

porto alegre - montevidéu
A paisagem nas estradas do Uruguai é um pouco monótona, mas muito bonita

Às 18h nos despedimos dos nossos amigos e tomamos o rumo a Valizas, para a casa de outro amigo, onde acabamos dormindo em função da forte chuva durante o trajeto. Foram uns 50 quilômetros pela Interbalneária até a Ruta 9 – principal estrada da costa uruguaia – onde andamos 175 quilômetros até a cidade de Castillos. Paramos para abastecer 1.000 Pesos (uns R$ 130) no meio do caminho.

porto alegre - montevidéu
A decoração do amigo de Valizas era muito interessante

Lá, tomamos a direita para percorrer cerca de 10 quilômetros na Ruta 16 até a entrada de Águas Dulces, ponto onde começa a Rua 10. Seis quilômetros adiante, à esquerda, está a entrada de Valizas, com uns dois quilômetros asfaltados e outros dois de chão batido. Nosso amigo nos recebeu pelas 21h com a janta e o quarto prontos. Mas, mais valioso do que isso, obviamente, foi sua companhia.

DIA 4: ESTRADA + COMPRAS + PELOTAS
porto alegre - montevidéu
O arroio se une com o mar em Valizas

Nosso amigo nos ofereceu café da manhã e almoço e pelas 15h nos despedimos dele e de Valizas. Passei em um minimercado e, como não tinha gasto quase nada do meu dinheiro, especialmente em função da generosidade daqueles que encontramos. Comprei um quilo de erva mate, um pacote de bolacha e um chocolate com 340 Pesos (uns R$ 45).

LEIA AQUI SOBRE VALIZAS

Pegamos a estrada em direção à fronteira do Chuy. Passamos por mais dois pedágios de 100 Pesos (R$ 15). Foram 95 quilômetros até a aduana, 70 deles na Ruta 9. A apresentação dos documentos para fazer a saída também foi rápida e em menos de 10 minutos estávamos de volta no carro. Demos uma passada no centro, onde estão os free shops. Comprei em uma lojinha um refrigerante Paso de los Toros, um alfajor e um sorvete por 250 Pesos (uns R$ 35).

porto alegre - montevidéu
A fronteira no Chuí é tranquila

Abastecemos R$ 45 em um posto no Chuí, que vendia o litro da gasolina a R$ 3,59. Isso foi o suficiente para chegar até Pelotas, onde chegamos pelas 21h (lembrando que “perdemos” uma hora em função do horário de verão brasileiro). Fiz o check-in no Hello Hostel, cuja parceria com o blog me isentou da diária, comi as barrinhas de cereal e o alfajor que ainda tinha e encerrei o dia.

DIA 5: CENTRO + LARANJAL + VOLTA
Os doces são produtos típicos de Pelotas

Depois do café da manhã incluído do hostel e do check-out, fui bater perna na cidade. Comecei pelo centro, onde parei no Mercado Central para tomar um café e comer um dos típicos doces de Pelotas (a escolha foi quindim de nozes) e comprar um cartão postal. Gastei R$ 10.

porto alegre - montevidéu
O Theatro Guarany é um dos belos prédios históricos de Pelotas

Observei a bela arquitetura dos prédios históricos e visitei o belo Museu de Arte Leopoldo Gotuzzo, que é grátis. Às 14h20min peguei um ônibus para o Laranjal, famosa praia da Lagoa dos Patos, onde passei o resto da tarde.

O Laranjal é um dos pontos que valem à pena serem visitados em Pelotas

Cada passagem custou R$ 3,70. Cheguei novamente ao hostel pelas 17h. Às 20h, o menino do BlaBlaCar passou para me pegar. Paguei R$ 45 para voltar para Porto Alegre. A viagem terminou às 23h. Os números da viagem Porto Alegre – Montevidéu (e algumas escalas) se resumiram a cinco dias, 1.700 quilômetros e R$ 472.

GASTOS NA VIAGEM PORTO ALEGRE – MONTEVIDÉU

Câmbio
1 Real – UYU 7,80
1 Dólar – UYU 31,60

Brasil = R$ 292
R$ 32 – carta verde (95/3)
R$ 19 – apostilamento (55/3)
R$ 50 – supermercado
R$ 116 – gasolina (347/3)
R$ 12 – pedágios (35/3)
R$ 10 – café e quindim
R$ 8 – ônibus
R$ 45 – blablacar

Uruguai = UYU 1.400 (+/- R$ 180)
UYU 167 – pedágios (500/3)
UYU 200 – chip
UYU 108 – ônibus
UYU 334 – gasolina (1.000/3)
UYU 590 – compras

VEJA O VÍDEO DE MONTEVIDÉU GRAVADO EM OUTRA VIAGEM

CURTA A PÁGINA DO ME LEVA EMBORA ESTRADA AFORA NO FACEBOOK
SIGA O ME LEVA EMBORA ESTRADA AFORA NO INSTAGRAM
ACOMPANHE O ME LEVA EMBORA ESTRADA AFORA NO TWITTER

MAPA:

GOSTOU DO POST? NÃO GOSTOU DO POST? TEM ALGUMA SUGESTÃO? FICOU COM ALGUMA DÚVIDA? QUER FAZER UM ELOGIO? UMA CRÍTICA? ESCREVE AQUI NOS COMENTÁRIOS!

3 comentários Adicione o seu

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.