Vicuña + Paihuano

A vista de Vicuña desde o Cerro de la Virgen é impressionante

Eu nunca havia ouvido falar do Valle del Elqui até chegar no Chile. Depois, esse se tornou o destino mais sugeridos pelos locais. A cerca de 65 quilômetros de La Serena, indo em direção à Cordilheira dos Andes pela Ruta 41, essa é uma região quente e tranquila no meio das montanhas. Suas principais cidades são Vicuña e Paihuano. No caminho, passa-se pelo Embalse Puclaro. A barreira do Rio Elqui tem acesso liberado para pedestres. Para quem está com tempo e gosta de bater perna, um caminhada pela margem da represa propicia vistas inesquecíveis.

GABRIELA MISTRAL NO VALLE DEL ELQUI

A área é bastante conhecida por ter sido o berço de Gabriela Mistral, ganhadora do Prêmio Nobel de Literatura em 1945. Em Vicuña está o principal museu dedicado à poetisa. No Museo Gabriela Mistral há uma réplica da casa onde nasceu Lucila de María del Perpetuo Socorro Godoy Alcayaga (nome verdadeiro de Gabriela) em 1889. Ao fundo estão expostos objetos pessoais, cronologia de sua vida e trechos de obras. A visitação é grátis.

Ela foi educada pela irmã na localidade de Montegrande, município de Pahiuano. Lá está um museu localizado no antigo colégio onde vivia e estudava. O ingresso para a Casa Escuela Gabriela Mistral custa 500 pesos chilenos (uns R$ 2,50). Seu mausoléu fica a menos de 100 metros dali. Na medida em que se sobe as escadas que levam ao monumento, placas informam dados sobre a vida da escritora. A entrada sai por 1000 pesos (cerca de R$ 5).

CAPITAL MUNDIAL DA ASTRONOMIA

O Valle del Elqui também é conhecido por ter um dos céus mais limpos do planeta. Apesar de serem raros os dias nublados, o tempo fechou na primeira noite que estive por lá, e tive que deixar o tour astronômico para o outro dia. A melhor época para observar o céu do Valle del Elqui é quando não há lua. Nesse período, é possível enxergar milhares de objetos do universo e, inclusive, a cor violeta da Via Láctea. Vicuña é considerada a Capital Mundial da Astronomia e diversos observatórios, tanto científicos como turísticos, se espalham pela cidade.

TOUR ASTRONÔMICO NO ALFA ALDEA

O Alfa Aldea é um deles. O projeto tem quatro anos e é dirigido por família e amigos. Os domos foram construídos em meio a nove hectares de parreirais. Às 22h, um carro da empresa passa pelo hostel para buscar os turistas e o tour começa pelas 23h. Com explicações em espanhol e inglês, a astrônoma fala um pouco sobre o universo enquanto o grupo de cerca de 20 pessoas assiste a um vídeo 3D. Em seguida, áudios captados por um radiotelescópio demonstram como é o som de Júpiter e de uma estrela.

A ideia é explorar uma astronomia mais próxima, e chegar à conclusão de que todos somos poeira de estrelas. Justamente por terem esse propósito, este não é um observatório como se imagina. São dois telescópios para observar o espaço como os antigos faziam, ao ar livre. Como o frio é intenso, eles emprestam uma manta no começo da visita e oferecem café e sopa na metade da atividade. É importante ir bem abrigado.

Quando eu fui, era lua cheia. Nessa fase, só se vê aproximadamente cem estrelas luminosas. Mesmo assim, o tour vale à pena. Com o telescópio, olhamos estrelas azuis (jovens) e vermelhas (velhas, a ponto de extinguirem-se). O instrumento foi apontado para uma nebulosa, para as estrelas Canopus (uma das Três Marias, integrante do Cinturão de Orion) e Adelbaran (da constelação de Touro) e, por último, para a lua. Quem quisesse podia emprestar seus celulares para que o guia tomasse fotos de nosso satélite. O passeio termina pelas 12h30, quando levam os visitantes de volta a seus locais de hospedagem. O custo gira em torno de 10000 pesos chilenos (aproximadamente R$ 50).

VICUÑA
A rua Gabriela Mistral é uma das mais importantes do município de Vicuña

A maior cidade do Valle del Elqui é Vicuña. Próximo à Plaza de Armas, a praça principal, estão a igreja, o centro de artesãos, a prefeitura e o escritório do Observatório Mamalluca, gerido pelo município. O Cerro de La Virgen fica a uns dois quilômetros do centro. A caminhada até seu topo é cansativa, mas o panorama que se tem do povoado, principalmente ao entardecer, compensa cada passo.

Atardecer en el Valle. (Vicuña, #Chile 🇨🇱)

A post shared by Me Leva Embora Estrada Afora (@melevaemboraestradaafora) on

Pisquera Aba fica afastada cerca de quatro quilômetros da parte central. Nela, pode-se conhecer o processo de produção do pisco, orgulho dos chilenos (e também dos peruanos). A visita é gratuita e demora aproximadamente 30 minutos. O Valle del Elqui é conhecido pela elaboração do trago, e sua paisagem fica ainda mais rica com os parreirais.

A Pisqueira Aba oferece visitas guiadas e degustação grátis
PAIHUANO

Tão importante é a bebida para região que uma localidade foi batizada em sua homenagem. Na cidade de Paihuano está Pisco Elqui, onde se encontra a fábrica da Mistral, uma das marcas de pisco mais conhecidas no país. A instituição oferece passeios guiados, mas são pagos, então não participei. O pitoresco vilarejo atrai muitos viajantes em busca de retiro espiritual, assim como toda a região. No mesmo município encontra-se o povoado de Cochiguaz, que também vale conhecer.

Curta a página do Me Leva Embora Estrada Afora no Facebook
Siga o Me Leva Embora Estrada Afora no Instagram
Acompanhe o Me Leva Embora Estrada Afora no Twitter

MAPA:

* O tour astronômico no Alfa Aldea foi uma permuta com o Me Leva Embora Estrada Afora – participação em troca de uma citação em post no blog. As opiniões contidas no texto são independentes e baseadas na experiência que tive lá.*

GOSTOU DO POST? NÃO GOSTOU DO POST? TEM ALGUMA SUGESTÃO? FICOU COM ALGUMA DÚVIDA? QUER FAZER UM ELOGIO? UMA CRÍTICA? ESCREVE AQUI NOS COMENTÁRIOS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *