Puerto Varas + Vulcão Osorno + Petrohué + Peulla + Chiloé

foto do lago esmeralda (1)
O vulcão Osorno é uma das principais atrações do sul chileno

O sul do Chile tem belezas impressionantes. Na metade do caminho entre Santiago e o fim do continente americano está a X Región de Los Lagos. Sua capital, Puerto Montt, é sede do maior aeroporto da área, que serve a cidades mais turísticas, como Puerto Varas. Na beira do Lago Llanquihue e de colonização alemã, ela encanta por sua arquitetura germânica. O centro é pequeno e pode ser percorrido a pé, assim como as pequenas praias das proximidades.

puerto varas
A vista da janela do hotel é motivo suficiente para apaixonar-se por Puerto Varas

Uma boa ideia é alugar um carro no aeroporto, que fica a uns 20 quilômetros de Puerto Varas para ter mais liberdade de ir e vir (utilizamos os serviços da Puerto Rent e deu tudo certo). Há muitas opções de hospedagem, o que faz deste um ótimo município para fazer base na região. Alguns hotéis estão na zona mais central, outros privilegiam a vista para o lago e para os vulcões (como é o caso do Cabaña del Lago e do Enjoy).

O VULCÃO OSORNO
A magnitude do Osorno já pode ser apreciada enquanto se percorre a estrada

O Osorno é um dos vulcões chilenos mais famosos. Há uma estação de esqui na formação geológica de 2,6 mil metros de altura. Para chegar até lá com veículo próprio – 60 quilômetros o separam de Puerto Varas -, é importante estar atento às condições climáticas. Fui no começo de setembro e havia nevado na noite anterior. De manhã, o carro chegou até quase à entrada do complexo, mas foi necessário voltar. Correias para os pneus são necessárias para encarar o gelo. Depois do meio dia a neve da estrada derreteu e foi possível passar.

Do teleférico descendo do Vulcão Osorno se tem um panorama dos arredores

Pelo horário, já não valia a pena pagar para esquiar/fazer snowboard, mas subimos no teleférico que custa 12.000 pesos chilenos por pessoa (cerca de R$60). A paisagem que se vê lá de cima é belíssima. Leve abrigo, pois é comum a temperatura ser negativa. O vulcão fica dentro do Parque Nacional Vicente Pérez Rosales, o mais antigo do país.

OS SALTOS DE PETROHUÉ

Saltos de Petrohue + Vulcão Osorno = O lugar mais lindo que conheci na vida.

A post shared by Me Leva Embora Estrada Afora (@melevaemboraestradaafora) on

Dentro do mesmo parque está outro grande atrativo dessa parte do país: os Saltos de Petrohué. Para conhecê-los, paga-se uma entrada de 4.000 pesos chilenos (aproximadamente R$20). Ouso dizer que o conjunto da pequena – mas poderosa – queda d’água turquesa e cristalina em frente ao Osorno tenha sido a visão mais linda que já vi na vida.

A corrente que desce do Lago Esmeralda ao Rio Petrohué forma pequenas e belas quedas d’água

As águas que vêm do Lago de Todos los Santos (também conhecido como Lago Esmeralda) caem no Rio Petrohué ao passar por rochas vulcânicas. As constantes chuvas dessa região do Chile fazer com que a vegetação seja farta, o que deixa a paisagem ainda mais bela. Há pequenas trilhas de dificuldade entre fácil e moderada dentro do parque para poder apreciar melhor a natureza do local.

PEULLA

Este slideshow necessita de JavaScript.

Cruzando o Lago de Todos los Santos chega-se a Peulla, um povoado de aproximadamente 100 habitantes. Esse lugar é muito usado como parada do Cruce Andino, que vai do Chile à Argentina (ou vice-versa) pela Cordilheira dos Andes. Há somente um hotel e nele fica o único restaurante do lugar. Mas a visita vale à pena, principalmente se você tiver sorte de pegar um dia ensolarado. Uma caminhada por uma trilha leva até à cascata Velo de la Novia. Na navegação de cerca de duas horas pelo lago, encontra-se paisagens incríveis com os vulcões Osorno e Pontiagudo.

CHILOÉ
O curanto é o prato mais tradicional da Ilha de Chiloé

Mais ao sul, a 115 quilômetros de Puerto Varas localiza-se um dos lugares mais míticos do Chile: a ilha de Chiloé. Há muitas lendas, comidas e tradições chilotas conhecidas em todo o país. A minga é uma delas. Esse é um evento em que uma comunidade se reúne e trabalha em conjunto para ajudar a mover uma casa (sim, uma casa inteira) a outro lugar. Com a tarefa completada, o anfitrião geralmente oferece um curanto (mariscos cozidos em pedra dentro de um buraco no chão) para as pessoas que participaram do evento. A maior cidade do norte da ilha é Ancud.

Curta a página do Me Leva Embora Estrada Afora no Facebook
Siga o Me Leva Embora Estrada Afora no Instagram
Acompanhe o Me Leva Embora Estrada Afora no Twitter

MAPA:

GOSTOU DO POST? NÃO GOSTOU DO POST? TEM ALGUMA SUGESTÃO? FICOU COM ALGUMA DÚVIDA? QUER FAZER UM ELOGIO? UMA CRÍTICA? ESCREVE AQUI NOS COMENTÁRIOS!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *