Imbituba: Ibiraquera/ Praia do Rosa + Palhoça: Guarda do Embaú

Barquinhos ajudam a fazer a travessia do rio na Guarda do Embaú

Santa Catarina, no Sul do Brasil, tem algumas das praias mais bonitas do país. E elas foram a isca para eu convidar dois amigos com quem nunca tinha viajado para ir até Blumenau assistir a um show do Nenhum de Nós. A cidade de Imbituba fica no caminho e decidimos dormir uma noite lá para poder apreciar ao máximo a natureza que o município oferece. A Praia do Rosa e a Lagoa de Ibiraquera foram as atrações que conseguimos aproveitar.

A carona até imbituba

Eu, Lucas e Hudson saímos pelas 10h de Porto Alegre. Antes de cruzarmos a divisa dos Estados, demos carona para Christian, um argentino que viajava em direção ao Espírito Santo. Ele estava na beira da estrada com uma mochila pequena e um didjeridu caseiro (instrumento musical feito com canos de PVC). Eu nunca havia dado carona para ninguém e foi muito importante para mim, pois começarei em breve uma viagem em que pretendo usar esse “meio de transporte”. Ele desembarcou em um posto de gasolina da BR-101, já em Imbituba.

O Abacate & Music

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em seguida, saímos da BR-101 e entramos em uma estrada de chão batido para chegar até o hostel que ficaríamos. Passamos uma pontezinha e já fomos nos apaixonando pelo lugar. Chegamos no Abacate & Music BioHostel. Uma casa de madeira com três pisos recém construída quase na beira da Lagoa de Ibiraquera. Um lugar tranquilíssimo. Fomos recepcionados por Guilherme, por Cesar e Iza, os três trocando trabalho por hospedagem. Super simpáticos, nos fizeram sentir em casa. Deixamos nossa bagagem, trocamos de roupa e fomos para a Praia do Rosa.

a praia do rosa

"Onda, onda, olha a onda" #praiadorosa #rosanorte #santacatarina #brasil #praia #onda #natureza #mar

A post shared by Me Leva Embora Estrada Afora (@melevaemboraestradaafora) on

Decidimos tomar o rumo do Rosa Norte, pois a canção de Armandinho não saía da nossa cabeça (clichês são clichês por um motivo). Estacionamos o carro no alto do morro e descemos a pequena trilha até a praia. Largamos as coisas nas pedras e entramos no mar, que estava com uma cor bonita, mas com ondas e repuxo fortes. A visão da enseada era de encher os olhos. De dentro do oceano, vimos o sol cair atrás do morro e o reflexo na beira do mar. Depois de ficarmos quase duas horas por lá, voltamos para o carro, demos um pulinho no Rosa Sul para apreciar a vista e voltamos para o Abacate.

o hostel e a lagoa de ibiraquera

Este slideshow necessita de JavaScript.

O único quarto coletivo do hostel tem oito camas e ventiladores. O banheiro é compartilhado com o resto da casa. (A diária é R$ 35, e, por R$ 8, é possível pedir o excelente café da manhã vegetariano preparado na hora). Conversamos muito tempo com o pessoal de lá sobre cinema, música e viagem enquanto curtíamos as dependências do albergue. Deixei os guris e fui dar uma caminhada pela Lagoa. Estava nublado, não havia ninguém ao redor, e eu sentia que aquela imensidão toda era só minha. Lembro até agora da paz daquele lugar, e foi com ela que me despedi dessa curta estada em Imbituba.

a guarda do embaú

Depois de sair de lá, ainda conseguimos visitar a Guarda do Embaú, no município de Palhoça. Há duas opções para cruzar o Rio da Madre, que separa a cidade da praia: a pé/a nado ou de barquinho. Não sabíamos a profundidade nem a força da correnteza, então eu e Hudson optmamos em pagar os R$ 3 por pessoa para fazer a travessia na pequena embarcação de madeira. Lucas preferiu arriscar e se deu bem. Ele foi caminhando e a água não ficou acima da cintura dele em nenhum momento.

"Eu tive que ir embora, mesmo querendo ficar" #embau #guarda #guardadoembau #santacatarina #brasil #praia #mar #onda

A post shared by Me Leva Embora Estrada Afora (@melevaemboraestradaafora) on

Tomamos um banho de mar e cruzamos o rio para o canto da praia. Dessa vez, fomos os três caminhando, e, apesar da dificuldade que o fundo de areia apresentava, chegamos na outra margem em uns cinco minutos. Não tínhamos muito tempo, mas fizemos parte da famosa trilha da Pedra do Urubu. Percorremos o caminho durante uma meia-hora, ida e volta, mas que já foram o suficiente para ter uma das vistas mais incríveis que já vi na vida.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Curta a página do Me Leva Embora Estrada Afora no Facebook
Siga o Me Leva Embora Estrada Afora no Instagram
Acompanhe o Me Leva Embora Estrada Afora no Twitter

MAPA:

* A estadia no Abacate & Music Hostel foi uma parceria
com o Me Leva EmboraEstrada Afora –
desconto na hospedagem em troca
de uma citação em um post no blog.
As opiniões contidas no texto são independentes
e baseadas na experiência que tive lá.*

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *