Tilburg + Breda

Tilburg, 2016 (Foto: Rafaela Ely)
Feira de verão em Tilburg oferece atrações como venda de doces, jogos com prêmios e brinquedos

No fim do segundo dia nos Países Baixos, eu e minha amiga holandesa nos dirigimos para a casa dela, em Tilburg. É uma cidade universitária, sem grandes atrativos turísticos, mas encantadora, como toda a Holanda. Como parte da programação de verão, um parque de diversões foi instalado nas ruas principais do município. A movimentação lembrou um pouco as feiras do interior do Rio Grande do Sul. Gente de todas as idades se aventurava nos brinquedos – muito mais tecnológicos do que os vistos no Brasil -, mas a maioria deles era destinada a adultos radicais.

O sonho realizado em Tilburg

Eu realizei um sonho e andei nessas cadeiras penduradas em cabos que ficam girando no alto. Foi menos emocionante do que eu esperava, acabou sendo até um pouco enfadonho. E caro! A volta no Star Flyer custou 5 euros, mas era algo que queria fazer há muito tempo, então valeu. Em uma outra área de convívio, pessoas se reuniam em mesas para beber cerveja e acompanhar o show dos artistas que se apresentavam em um pequeno palco.

Tilburg, 2016 (Foto: Rafaela Ely)
Do lado oposto do parque de diversões, a comunidade se encontrava para beber e assistir a shows
Breda

Outro município do sul da Holanda que visitamos foi Breda, de onde tomei o trem para Bruxelas. É uma típica cidade média da Europa. Algumas ruas comerciais fechadas para tráfego de veículos, uma grandiosa igreja gótica na área central, um espaço de convívio a céu aberto ao lado do templo, onde cafés e restaurantes espalham mesas e cadeiras, são algumas das características do local.

Breda, 2016 (Foto: Rafaela Ely)
Praça atrás da igreja está repleta de estabelecimentos com mesas e cadeiras na rua

Foi em Breda que experimentei usar o sistema da rede de lanchonete Kees Kroket, que permite que o cliente compre salgados sem pedir ao atendente. Funciona como as máquinas automáticas que vendem chocolate e refrigerante, a diferença é que a estrutura é construída na parede, com ligação com a cozinha. O freguês escolhe o que deseja comer, coloca o dinheiro no local indicado e pega seu lanche. Uma opção gastronômica rápida e prática, mas nada saudável.

Breda, 2016 (Foto: Rafaela Ely)
A empresa Kees Kroket possibilita que salgados sejam comprados de maneira diferente do usual

Curta a página do Me Leva Embora Estrada Afora no Facebook
Siga o Me Leva Embora Estrada Afora no Instagram
Acompanhe o Me Leva Embora Estrada Afora no Twitter

MAPA:

2 comentários Adicione o seu

  1. Maria Ramos diz:

    Interessante muito bom

    1. melevaemboraestradaafora diz:

      que bom que tu gostou, maria! beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *