Köln

Köln, Alemanha, Julho/16. (Foto: Rafaela Ely)
Rio Reno, catedral e hohenzollernbrücke são atrações icônicas da cidade de Köln

Um dos  maiores pontos turísticos de Köln (Colônia, em português), no oeste da Alemanha, é a catedral. Ponto de referência da cidade, ela fica perto do Rio Reno e ao lado da Hauptbahnhof, a estação central de trem. A imagem da igreja ao fundo com a ponte da linha férrea (Hohenzollernbrücke) em primeiro plano é uma das fotos mais clássicas de Köln. Os incontáveis cadeados que decoram a passagem de metal completam o retrato.

Os reflexos da Guerra

Durante a Segunda Guerra Mundial, o centro da cidade foi completamente destruído por bombardeios. A Hohenzollernbrücke foi atingida e foi reerguida após o conflito, com o acréscimo de um trilho, mas a aparência permaneceu a mesma. A catedral, por sua, vez, ficou quase intacta. A preservação do edifício aconteceu pois ele ajudava os pilotos de avião, já que o resto da área estava repleta de escombros e isso dificultava a navegação.

Köln, Alemanha, Julho/16. (Foto: Rafaela Ely)
A catedral tem mais de 150 metros de altura

O templo em estilo gótico é a segunda estrutura mais alta do município – a primeira é a torre de telecomunicações. A pedra inaugural foi lançada em 1248. Em 1880, as torres foram terminadas, a norte com 157,38 metros e a sul com 7 centímetros a menos. A Unesco declarou a catedral de Köln como Patrimônio Cultural da Humanidade em 1996.

Música nas ruas de Köln

Não muito longe dali ficam as principais ruas do comércio. Algumas são fechadas para veículos, e pedestres dividem espaço com ciclistas e artistas. Uma bela surpresa foi a apresentação da dupla Wooden Street Syndicate, que entretém transeuntes com violão, bateria e didjeridu (a primeira vez que eu vi o instrumento foi na Turquia).

Kölsch

Outra peculiaridade de Colônia é a bebida típica de lá. Kölsch é um tipo de cerveja clara, suave e refrescante. Meu host do Couchsurfing, Manuel, brincou que alemães de fora da cidade debocham que não é “cerveja de verdade”. Na companhia dele, encerrei minha visita a Köln em um biergarten no bairro belga “Belgisches Viertel”, uma das regiões mais badaladas do município.

O Innere Grüngürtel
Köln
O Innere Grüngürtel é uma grande faixa arborizada que cerca a cidade de Colônia

A geografia da cidade é interessante. Apesar dela ter se estabelecido nas duas margens do Reno, o lado oeste do rio é o mais desenvolvido. Há uma certa rivalidade saudável entre os moradores de cada região. A Köln em que passei dois dias é a do semi-círculo à esquerda do Rio Rhein. O limite da visita foi o Innere Grüngürtel, o cinturão verde interno (são dois cinturões, o externo fica mais afastado do centro). Esse é um conjunto de parques, praças e jardins. São cerca de cinco quilômetros entre o zoológico e o Volksgarten, passando pelo Aachener Weiher. O traçado imita a localização dos antigos muros da Idade Média.

Köln, Alemanha, Julho/16. (Foto: Rafaela Ely)
O Volksgarten é um dos jardins que compõe os cinco quilômetros do cinturão verde interno de Köln
O Volksgarten

O Volksgarten é um parque de cerca de 14 hectares. A tranquilidade impera na maior parte do espaço, onde algumas pessoas caminham ou contemplam o lago. O clima muda em uma pequena clareira no jardim arborizado. Durante as férias de verão, uma área circular é usada para promover brincadeiras para as crianças. Enquanto eu imitava os europeus e montava meu sanduíche sentada na grama, observava os pequenos se divertindo e participando da recreação.

O Aachener Weiher
Köln, Alemanha, Julho/16. (Foto: Rafaela Ely)
A grama do Aachener Weiher (parque Hiroshima-Nagasaki) é convidativa para relaxar

Na metade da faixa verde está o parque Hiroshima-Nagasaki. Meu anfitrião quase não reconheceu o ponto turístico quando mencionei que havia estado lá. Isso porque o lugar também é conhecido como Aachener Weiher (que significa algo como “o lago de Aachen” – Aachen é uma cidade a oeste de Köln). Oficialmente, esse é o nome do espelho d’água localizado no terreno. Moradores e visitantes aproveitam os dias quentes nessa área de lazer. Esse foi o parque mais agradável que visitei na cidade.

Köln, Alemanha, Julho/16. (Foto: Rafaela Ely)
Balanços de madeira em frente ao biergarten são disputados pelos usuários do parque

Curta a página do Me Leva Embora Estrada Afora no Facebook
Siga o Me Leva Embora Estrada Afora no Instagram
Acompanhe o Me Leva Embora Estrada Afora no Twitter

MAPA:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *