Paris: Buttes Chaumont/ Montmartre/ Bastilha

Paris, França - julho/agosto, 2016. (Foto: Rafaela Ely)
A Basílica do Sagrado Coração faz parte do cenário que se enxerga do Parc de Buttes Chaumont

A capital da França tem muitos parques de encher os olhos, como o Champs de Mars, a Esplanade des Invalides e o Jardin du Luxembourg, mas nenhum desses impressiona mais do que o Parc de Buttes Chaumont. Ele ocupa 25 hectares no 19º Arrondissement, uma região relativamente afastada do centro de Paris.

Buttes Chaumont, Paris, França - julho/agosto, 2016. (Foto: Rafaela Ely)
A passarela que cruza as águas do parque leva até o templo de Sibila
O Parc de Buttes Chaumont

O Buttes Chaumont um dos maiores parques da cidade e um dos mais originais em que já pus os pés. Inaugurado para a Exposição Universal de 1867, a enorme área verde conta com cachoeiras, cavernas, lagos, pontes e ilhas. No topo do pequeno morro há um templo de Sibila. A subida até a parte mais alta proporciona uma linda vista da Cidade Luz. O visual do parque é impressionante, mas, a exemplo de outras praças do município, o acesso ao gramado não é permitido em grande parte do local.

Buttes Chaumont, Paris, França - julho/agosto, 2016. (Foto: Rafaela Ely)
Ilha com templo é diferencial no parque
Montmartre

Na região vizinha, o 18º Arrondissement, está um conhecido cartão-postal de Paris: a Basilique du Sacré Cœur (Basílica do Sagrado Coração). A construção de 1919 se ergue majestosamente no alto da colina Montmartre. Desde lá de cima, o panorama que se tem da capital francesa é belíssimo.

Montmartre é uma das partes mais gostosas da cidade. O bairro boêmio é cheio de cafés e foi retratado no filme O Fabuloso Destino de Amélie Poulain. Em uma pequena praça das redondezas, uma parede chama a atenção dos visitantes. É o Mur Des Je T’aime (Muro dos Eu Te Amo), um monumento feito de azulejos e com a declaração de amor escrita em diversas línguas.

Paris, França - julho/agosto, 2016. (Foto: Rafaela Ely)
A frase “eu te amo” está escrita em vários idiomas na instalação artística do Mur Des Je T’aime

Outro ponto turístico muito visitado da região é o Moulin Rouge. O cabaré imortalizado no filme homônimo e nas obras de Toulouse-Lautrec foi inaugurado em 1889. A casa de espetáculos já foi palco para grandes nomes da música mundial. Além disso, um show com cerca de 60 artistas é apresentado quase que todas as noites. Mas prepare o bolso, pois as entradas ficam em torno de 100 euros.

Paris, França - julho/agosto, 2016. (Foto: Rafaela Ely)
O Moulin Rouge é um dos cabarés mais famosos do mundo inteiro
A Bastilha

Além da intensa agenda cultura, da indiscutível beleza e do irresistível charme, a capital da França também é conhecida pela impressionante história. E dentre os grandes eventos que mudaram o mundo, pelo menos um deles aconteceu na cidade: a Queda da Bastilha, em 14 de julho de 1789, marco da Revolução Francesa. Apesar da antiga prisão ter sido demolida em novembro daquele ano, o local ainda tem uma representatividade grande para a esquerda.

A Coluna de Julho fica na Praça da Bastilha

No lugar da antiga construção, hoje, existe a Place de la Bastille (Praça da Bastilha), uma grande rotatória com um monumento de 54 metros no centro. A Colonne de Juillet (Coluna de Julho) é uma homenagem aos combatentes da Revolução de 1830. Em uma área que separa a praça do Bassin de l’Arsenal, braço do Sena, murais relembram fatos relevantes sobre a Bastilha.

A Casa de Victor Hugo fica próxima à Bastilha
A Maison de Victor Hugo

A cerca de 500 metros dali está a Maison de Victor Hugo (Casa de Victor Hugo). O lar onde o autor de O Corcunda de Notre Dame e Os Miseráveis morou entre 1832 e 1848 é, hoje, um museu. O imóvel fica na Place des Vosges, a praça planejada mais antiga de Paris, inaugurada em 1612. O bem conservado e requintado largo é cercado de 36 casas simétricas.

A Casa de Victor Hugo fica na Place des Vosges, a primeira praça planejada construída na cidade de da França

Curta a página do Me Leva Embora Estrada Afora no Facebook
Siga o Me Leva Embora Estrada Afora no Instagram
Acompanhe o Me Leva Embora Estrada Afora no Twitter

MAPA:

Leia mais sobre Paris:
Torre Eiffel
Champs-Élysées/ Sena/ Notre Dame
Quartier Latin/ Inválidos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *